Em Mossoró já são 59 casos suspeitos de coronavírus e um caso confirmado

O boletim epidemiológico mais recente divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta segunda-feria (23/03) mostram 59 casos suspeitos de coronavírus em Mossoró e um caso confirmado.

Ao todo, o Rio Grande do Norte possui 270 casos suspeitos e 13 confirmados, além de outros 43 descartados.

Confira abaixo a relação completa de municípios com casos suspeitos e confirmados:

Governo do Rio de Janeiro determina o fechamento de divisas com outros estados

O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), determinou agora pouco o fechamento de divisas com outros estados como medida de reação à pandemia do novo coronavírus.

O estado do Rio de Janeiro já tem duas mortes causadas pela doença. Até o momento, o Rio de Janeiro registrou 65 casos confirmados do novo coronavírus. 

O controle das divisas será feito pela Polícia Militar do RJ, que vai atuar em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal na fiscalização das divisas com São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

Uma reunião está em curso para definir de que forma será essa fiscalização. 

De acordo com o Ministério da Saúde, o país todo tem 621 casos confirmados da doença com seis mortos — há ainda um óbito em São Paulo não contabilizado pela pasta.

Governadora Fátima Bezerra pede cancelamento de voos internacionais ao RN

A governadora Fátima Bezerra enviou ao diretor-presidente da ANAC, José Ricardo Botelho, e ao diretor-presidente da ANVISA, Antônio Barra Torres, dois ofícios solicitando o cancelamento de voos internacionais ao RN.

A medida tem como principal objetivo a prevenção da propagação do COVID 19 (coronavírus).

Veja na integra o documento

Por coronavírus, governo vai pedir estado de calamidade pública até dezembro

O governo federal anunciou nesta terça-feira (17) que vai pedir ao Congresso Nacional a declaração de estado de calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Segundo nota divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, o governo quer que a medida tenha efeito até o dia 31 de dezembro de 2020.

“Em virtude do monitoramento permanente da pandemia Covid-19, da necessidade de elevação dos gastos públicos para proteger a saúde e os empregos dos brasileiros e da perspectiva de queda de arrecadação, o Governo Federal solicitará ao Congresso Nacional o reconhecimento de Estado de Calamidade Pública. A medida terá efeito até 31 de dezembro de 2020”, diz a nota da secretaria. 

Ainda de acordo com o governo federal, o reconhecimento do estado de calamidade pública tem fundamento no artigo 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que “dispensa a União do atingimento da meta de resultado fiscal prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e, em consequência, da limitação de empenho prevista na LRF.”

“O Governo Federal reafirma seu compromisso com as reformas estruturais necessárias para a transformação do Estado brasileiro, para manutenção do teto de gastos como âncora de um regime fiscal que assegure a confiança e os investimentos para recuperação de nossa dinâmica de crescimento sustentável”, diz a nota.

Fonte: cnnbrasil.com.br

Presidente Jair Bolsonaro não tem infecção por coronavírus

O Presidente Jair Bolsonaro não foi infectado pelo coronavírus. Os exames realizados nos laboratórios HFA/SABIN deram negativo para o covid-19, popularmente conhecido como coronavírus.

Além de Bolsonaro, também foram testados a primeira-dama Michelle e toda a equipe do governo que foi para os Estados Unidos e está em Brasília.

A solicitação do teste aconteceu depois da confirmação da doença no secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, que está em quarentena domiciliar, e só retornará ao trabalho quando não houver risco de transmissão da doença.

Informações do R7

Rio Grande do Norte tem primeiro caso confirmado do novo coronavírus

Mulher de 24 anos com histórico de viagem à Europa está em isolamento e passa bem.

O Rio Grande do Norte tem o primeiro caso confirmado do novo coronavírus. A informação foi confirmada na noite desta quinta-feira (12) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde de Natal.

De acordo com a Sesap, a paciente trata-se de uma mulher, de 24 anos, com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria). A paciente passa bem e está seguindo as recomendações de isolamento preconizadas em Natal, onde reside. As análises laboratoriais foram realizadas pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, referência nacional para os exames do Covid-19.

Deputado Benes entrega mais de R$ 5 milhões em emendas ao Governo do RN

O deputado federal Benes Leocádio (Republicanos-RN) esteve nesta sexta-feira (06) reunido com a governadora Fátima Bezerra, secretários de Estado, diretores de entidades e associações, para comunicar e fazer a entrega formal das emendas parlamentares individuais destinadas pelo seu mandato para investimentos no Rio Grande do Norte. Os recursos que somam mais de R$ 5 milhões, serão aplicados nas áreas de saúde, segurança, educação, turismo e agricultura, beneficiando vários municípios potiguares. 

“Temos a alegria de em nosso primeiro mandato estar contribuindo com o desenvolvimento de ações nessas áreas tão importantes para o Estado. Durante os últimos meses ouvi o apelo e conversei com os secretários sobre as necessidades existentes. Nosso mandato estará sempre atento para receber as demandas e colaborar com investimentos que promovam melhorias aos municípios e cidadãos”, disse Benes. 

Durante a reunião, a governadora Fátima Bezerra agradeceu ao deputado e elogiou o seu empenho e cooperação com o Governo do RN. “Agradeço ao deputado Benes por todo apoio que tem oferecido ao nosso Estado. O deputado conhece muito bem o Rio Grande do Norte e sabe da situação financeira e econômica graves que estamos enfrentando, portanto, a importância que têm esses recursos é imensurável”, destacou a governadora.

Fonte: Tribuna do Cabugi

Pesquisa mentirosa ou compra de votos? O que é pior?

Ano de campanha eleitoral é sempre a mesma coisa.

Mais uma vez o que não vai faltar é quem queira ‘comprar seu voto’ ou tentar influenciar ele com ‘pesquisas compradas’, aquelas que são vendidas como ‘peças de marketing’.

Pesquisas falsas só não são mais graves que a compra de votos, ou uso de dinheiro, recursos e estruturas públicas para a própria campanha.

As pesquisas falsas além de enganar o eleitor também costumam induzir os grande financiadores a ‘investirem pesado’ nesses candidatos que são apontados favoritos.

Fiquemos atentos para este tipo de safadeza e falta de caráter.

Qualquer coisa se faça de besta, pegue o dinheiro e vote no outro!

Jorge Luiz continua sendo a maior liderança política em Upanema

O ex-prefeito de Upanema Jorge Luiz embora afastado e não tendo participação ativa no atual momento e cenário político de Upanema continua sendo o maior líder político do município.

Isso é fato, Jorge Luiz após a sua saída da política continua assustando o grupo da situação de Upanema. As preocupações já são veementes catalogadas pelo do grupo situacionista. Ao longo desses últimos anos sempre foi possível observar que o maior medo do grupo de Luiz Jairo é que o ex-prefeito Jorge Luiz venha apoiar algum candidato oposicionista. Sempre que aparece novos apoiadores ao grupo de oposição é sempre a mesma desculpa. Fulano era contra Jorge, sicrano não suportava Jorge, Beltrano sempre foi inimigo político de Jorge.

Em sua maior parte são comentário maldosos, que tentam denegrir a imagem de quem passa a apoiar a oposição

Nota do blog: Em meu ponto de vista são comentários que partem de pessoas que querem destruir de toda forma o grupo oposicionista, e isso se dá por conta da certeza que se tem, de que se Jorge Luiz vier a apoiar a oposição a coisa fica cada vez mais complicada para o prefeito eleger seu sucessor.

Prefeitura de Upanema fica em antepenúltima colocada em exigências legais de transparência de acordo com TCE

Prefeitura Municipal de Upanema

No Rio Grande do Norte São 70 prefeituras que não cumprem todas as exigências legais de transparência.

Os dados coletados e organizados por projeto do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontam que 70 prefeituras e 141 câmaras municipais apresentaram baixo nível de atendimento às exigências legais de transparência pública

O Rio Grande do Norte tem 70 prefeituras que não cumprem todas as exigências legais de transparência das contas públicas. Levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) também mostra que nenhuma das câmaras de vereadores das 167 cidades potiguares é eficiente na hora de disponibilizar informações públicas na internet.

Segundo o TCE, apesar de a transparência estar assegurada na Constituição Federal de 1988, o acesso à informação pública ainda é algo distante para as cidades do Rio Grande do Norte. Em razão disso, a Corte de Contas criou o projeto “Nossas Cidades”, a partir de uma ação da Ouvidoria do órgão, em que se desenvolveu o Índice de Efetividade da Transparência Municipal.

A pesquisa foi feita a partir dos resultados de um questionário criado pelo Diretoria de Assuntos Municipais (DAM) no período de 30 de outubro de 2018 a 21 de março de 2019, para fiscalizar os Portais de Transparência de prefeituras e câmaras municipais.

Os dados coletados apontam que 70 prefeituras e 141 câmaras apresentaram baixo nível de atendimento às exigências legais de transparência pública.

A análise da transparência prevê a adoção de notas em seis dimensões, compreendendo as áreas de planejamento, contas públicas, receitas, despesas, licitações e comunicação. Cada quesito atendido corresponde a uma pontuação, cujo somatório serve para classificação por faixa.

A mais alta é “Altamente Efetivo” (A+), com 60 pontos, e o pior resultado é o de “Baixo Nível de Adequação” (C), quando atingidos menos de 30 pontos.

Entre as prefeituras, segundo o estudo, os melhores resultados foram registrados nas cidades de Acari, Jardim do Seridó, Major Sales, Natal e Rodolfo Fernandes. Os municípios foram considerados “Altamente Efetivos”, recebendo a nota A+. A avaliação aponta que as quatro cidades atingiram a totalidade de pontos.

Na outra ponta da tabela, com o pior resultado entre os 167 municípios está a Prefeitura de Venha Ver, da região Oeste do Estado, que recebeu as piores notas em três das seis dimensões – Planejamento, Contas e Comunicação.

Entre as câmaras municipais, o melhor resultado foi o da cidade de Itajá. O Legislativo daquele município recebeu avaliação geral A, tendo apenas registrado boas notas nos quesitos relacionados com a divulgação das despesas e de comunicação.

No último lugar da transparência entre os legislativos municipais, segundo o estudo, estão as Câmaras de Viçosa e Vila Flôr. As duas instituições tiveram as piores avaliações em todos os quesitos pesquisados.

O primeiro levantamento foi feito para verificar a situação da transparência dos municípios. Todas as prefeituras e câmaras municipais com problemas foram notificadas sobre todos os erros encontrados. Com o segundo volume da pesquisa, previsto para 2021, a Diretoria de Assuntos Municipais do TCE vai deflagrar procedimentos de apuração de irregularidades.

Caso persistam nos erros, os Entes poderão ficar impedidos de receber transferências voluntárias, os gestores sujeitos à responsabilização por improbidade administrativa e, em casos extremos, até mesmo terem a suspensão do fornecimento de Certidão de Adimplência junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte.

Ranking

As 5 melhores prefeituras no quesito transparência
Acari – nota A +
Jardim do Seridó – nota A +
Major Sales – nota A +
Natal – nota A +
Rodolfo Fernandes – nota A +

As 5 piores prefeituras no quesito transparência
Venha Ver – nota C
Várzea – nota C
UPANEMA – NOTA C
Triunfo Potiguar – nota C
Tibau do Sul – nota C

As 5 melhores Câmaras no quesito transparência
Itajá – nota A
Bodó – nota B
Caicó – nota B
Caraúbas – nota B
Ceará-Mirim – nota B

As 5 piores Câmaras no quesito transparência
Vila Flôr – nota C
Viçosa – nota C
Vera Cruz – nota C
Venha Ver – nota C
Várzea – nota C

Fonte: agorarn.com.br